Autor - Algernon Blackwood

| quinta-feira, 17 de março de 2011 | |
Olá a todos do A Few of Dark. Venho aqui hoje falar de um grande e desconhecido autor que me foi recomendado algumas semanas atrás pelo Guto, quando me passou um conto intitulado "Os Salgueiros". Foi amor a primeira vista, tanto pelo conto quanto pela história desse grande escritor, que revolucionou as histórias de terror. Apesar de não estar na minha "agenda" de posts, tive que adiantar a história de Blackwood por um simples motivo: Esta Segunda-feira, 14 de março de 2011, foi o 142º aniversário do escritor!

Nascido em março de 1869, Algernon Henry Blackwood é um escritor inglês, conhecido como um dos maiores e mais prolíficos contador de estórias de terror. Ele nasceu em Shooter's Hill (no sudoeste de Londres) e teve uma variedade de profissões antes de se estabelecer como escritor, como em uma fazenda de leite no Canadá ou um reporter em Nova York e até mesmo modelo e professor de violino!

Com trinta anos, Blackwood retornou à Inglaterra para escrever contos sobrenaturais e foi bem-sucedido, escrevendo até dez coletâneas de estórias e aparecendo em programas de rádio e televisão para contá-las ao público. Ele também escreveu histórias para crianças e várias peças.

Algernon era um amante da natureza e do mundo fora da cidade grande, e isso era retratado em vários de seus contos. Normalmente seus personagens eram aventureiros e esportistas radicais, refletindo os próprios interesses do escritor. Ele gostava de combinar misticismo com a vida ao ar livre, dando toques sombrios à natureza e criando situações paranóicas que faziam qualquer um arrepiar de curiosidade e temor.

Ele nunca se casou. Blackwood era conhecido por ser um homem solitário, entretanto era sempre uma pessoa alegre e divertida. Muitos de seus leitores e admiradores afirmam que Blackwood tem mais em comum com suas histórias do que qualquer outro escritor de terror, já que seus protagonistas são geralmente solitários, porém sempre felizes e otimistas.

Os Salgueiros
"Os Salgueiros" e "O Wendigo" são provavelmente as suas histórias mais conhecidas, mas ele escrevia dezenas de contos para jornais, impossibilitando ter a certeza de quantos contos exatamente ele publicou. Apesar de ser conhecido como um escritor de terror, ele não buscara aterrorizar as pessoas, e sim criar um temor dentro delas, sem necessariamente ter algum momento de puro terror.

O próprio escritor H.P. Lovecraft afirma que "Os Salgueiros" é o melhor conto de terror de todos os tempos. A história reflete as próprias aventuras de Blackwood enquanto este navegava pelos rios europeus, mas, é claro, com o misticismo e a sutileza que somente um escritor de terror consegue dar.

No começo do Século XX, Blackwood entrou no esquecimento, sendo pouco lembrado por suas grandes histórias. Entretanto, nos anos 40, já muito velho, ele foi convidado para contar uma de suas histórias na televisão. Foi uma apresentação de sucesso e no dia seguinte todos os jornais comentavam o grande escritor que ele era, mas sua estrela brilhou por pouco tempo.

Poucos anos depois anos depois, com 80 anos de idade, Blackwood sofreu vários derrames. Sua morte foi oficializada em 10 de dezembro de 1951. A causa doi de trombose cerebral, contribuída com arteriosclerose. Ele foi cremado e semanas depois seu sobrinho levou suas cinzas para Saanenmoser, espalhando-as sobre as montanhas que ele amou por mais de quarenta anos.

1 Comentários (Comente aqui!):

Bruna Fernandes Says:
18 de março de 2011 21:46

Quer ganhar um kit especial com marcadores e livrinhos?
Acesse http://fazdiconta.blogspot.com/ e participe!!

Quanto mais divulgar,mais chances de ganhar!

Postar um comentário

Obrigado por nos prestigiar com sua visita e agora comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...