Personagem - Cthulhu

| quinta-feira, 3 de março de 2011 | |
Criado pelo escritor H.P. Lovecraft nos anos 20, Cthulhu é uma entidade extraterrestre que veio para cá junto com vários outros seres, conhecidos como Grandes Anciões, e influenciavam em toda a vida do planeta, de forma que os seres passaram a cultuá-los em todo o mundo.

Segundo o Mito, os Grandes Anciões teriam sido os criadores dos seres humanos e de todas as formas de vida, com o único propósito de serem adorados, e tinham total indiferença à condição humana ou dos outros seres.

Essas entidades moravam na cidade R’lyeh e tinham Cthulhu como um de seus líderes (Alto Sacerdote), até que a mesma afundou e os cultos começaram a diminuir, até se isolarem em lugares distantes, como a Arábia, Groelândia e até mesmo nos Estados Unidos, onde ficaram conhecidos como o "Culto a Cthulhu". 
Cthulhu e R’lyeh foram primeiramente mencionadas no conto "O Chamado de Cthulhu", quando o tio-avô do personagem principal falece de forma estranha, deixando todos seus pertences ao parente. Entre esses pertences estava a estranha escultura que, de acordo com o próprio Lovecraft:

"trouxe os quadros simultâneos de um polvo, um dragão, e uma caricaura humana.[...] Uma cabeça polpuda e cheia de tentáculos sobrepujou um corpo grotesco e escamoso com asas rudimentares."

Além da escultura bizarra, o personagem encontrou vários relatos de diferentes partes do mundo, como Irlanda, Índia, Londres e California, citando estranhos sonhos com a cidade R’lyeh e um monstro de tamanho imensurável e indescritível.

Em seu lar em R'lyeh, Cthulhu aguarda adormecido
A Origem de Cthulhu é incerta, apesar de uma crença que seu planeta natal seja Vhoorl e que seu corpo seja feito de uma substância não conhecida e inexistente na Terra.

Apesar da grande imaginação de Lovecraft, o conto é escrito de forma tão documentada que pode facilmente ser passado por um relato verdadeiro, citando datas e lugares onde o Culto de Cthulhu ainda existe, e seus seguidores se dedicam a trazê-lo de volta da submersa R’lyeh. Esse evento aconteceria quando as estrelas estivessem alinhadas, e Cthulhu seria o responsável por trazer todos os Grandes Anciões de volta a "vida".

Além do conto "O Chamado de Cthulhu", a criatura é citada em vários outras estórias de Lovecraft, como "Nas Montanhas da Loucura", "Um Sussurro nas Trevas e "A Sombra fora do Tempo".

Após a morte de Lovecraft, outros escritores usaram os "Mitos de Cthulhu" e continuaram o legado, como August Derleth, que deu elementos do dualismo (Bem x Mal) ao mito, algo que os fãs lovecraftianos não aprovam, já que tira o que os torna tão assustadores: uma indiferença aos seres e um propósito além de nossa insignificante compreensão.

"A coisa mais misericordiosa no mundo, eu acho, é a inabilidade da mente humana em correlacionar todos seus conteúdos. Nós vivemos em uma plácida ilha de ignorância no meio de um oceano negro infinito, e não era para que pudéssemos navegar para longe. As ciências, cada uma esticando a corda em sua própria direção, têm nos causado pouco mal até agora; mas algum dia esse mosaico de conhecimento dissociado nos legara um terrível panorama da realidade e de nossa amedrontadora posição neste lugar, tão terrível, que ou bem nós ficaremos loucos diante da revelação ou fugiremos covardemente da luz mortal para a paz e a segurança de uma nova Idade Negra"

H.P. Lovecraft

"Ph'nglui mglw'nafh Cthulhu R'lyeh wgah'nagl fhtagn"

7 Comentários (Comente aqui!):

paros28 Says:
3 de março de 2011 15:58

Interessante a lenda do Chuchu kkkkk (brincadeira sei q é Cthulhu)

Adorei o texto, foi bem explicado, e adorei o parágrafo final, até anotei na agenda, belissima.

Beijos garotos parabéns pelo blog.

* Adorei o cabeçalho kkkkkkkk

paros28 Says:
3 de março de 2011 15:59

OBAAAAAAAAAAAA PRIMEIRO COMENT E AGORA O SEGUNDO COMENT SÃO MEUSSSSSSSSSSS!!!!!!!!!
KKKKKKKKKKKK

T. Hurukai Says:
3 de março de 2011 23:24

Gosto pouco dessa temática, não!?!? rs
Sensacional, senhores! Estarei sempre presente para aprender um pouco desse estilo que eu domino tão pouco.

Abs,
Thiago

This Gomez Says:
5 de março de 2011 00:07

Adorei "Chuchu", Paty XD
Olhe, eu confesso que ainda não ouvira falar deste ser (não, ninguém precisa me dar um sacode, eu já fiz isto), e preciso dizer que ele é assustador O.O

Ele poderia ser parente do Kraken?
Só uma semelhança pequena, me lembrou.
^^

Beijos, meninos=*

Bruno Says:
5 de março de 2011 14:30

This, se eu não me engano, o Kraken e Cthulhu tem algumas semelhanças, e provavelmente um inspirou o outro.
De qualquer forma, não podemos negar a grande criatividade do Lovecraft


E leiam o conto, gente. tem umas 30 páginas e é muito fácil achar em pdf na net!
Recomendadíssimo!

Laerte Says:
6 de março de 2011 21:37

Olá pessoal, como vão vocês?

Gostei muito do projeto de vocês, nem precisa falar isso né? O Banner ficou massa e o blog como um todo ficou ótimo! Parabéns Bruno por sua primeira matéria. Já tinha ouvido falar muito em Chutulu mas nunca tinha pesquisado, agora já sei! Muito boa, parabéns a toda a equipe! Abraço.

Laerte Lopes
www.laerte-lopes.blogspot.com

Alexander Irianov - Cavaleiro da Casa de Luéstia Says:
15 de março de 2013 12:57

muito bom. esse mindflayer gigante é mesmo atormentador. tem algum texto onde o panteão dos antigos é descrito?

Postar um comentário

Obrigado por nos prestigiar com sua visita e agora comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...